Post Top Ad

O preconceito dentro do mundo Geek

Olá Seguiloversss...


Todos sabemos que o nosso blog tem muitas postagens sobre o mundo geek, e é um mundo que muito dos nossos leitores fazem parte. Então hoje vamos conversar de um assunto chatinho, mas que não pode ser deixado de lado...
O nosso papo de hoje é uma coisa que todo mundo passa panos quentes ou finge que não vê, o preconceito dentro do próprio mundo geek! Mas ai você pergunta, mas gente, como existe preconceito dentro do mundo geek se o histórico do mesmo já era de um povo isolado e excluído, tratados como estranhos e se uniram para compartilhar idéias e gostos. Então como surgiu o preconceito dentro do mundo geek? E é sobre isso que vamos falar.
Quem já ouviu os termos cosputa, cospobre, modinha, não quer nada com nada ou só veio por curiosidade? Tem muito mais termos, expressões, "brincadeiras" como essas, mas sabe a verdade? Tem pessoas que se ofendem, que se sentem mal, e as pessoas que fazem isso com outras viram aquilo que ele mais evitam: os agressores!

Parece tudo muito extremo neh? Parece exagerado, mas até os pequenos exemplos entram nisso, uma minima brincadeira pode muito bem fazer alguém se sentir a pior pessoa!

Mas vamos por parte, o que seriam os piores termos de preconceito? Vamos começar pelo cosplay!
Cosputa: Uma mulher (na maioria das vezes) está com um cosplay mais curto, muitas vezes um pouco decotado, ai qual a primeira reação? "Alá, essa não é nem cosplay, é cosputa!" Gente, eu já presenciei isso em eventos, as vezes é do personagem, as vezes ela se sente melhor vestida assim, mas ao invés de aceitarmos ou tolerarmos, nós criticamos! E isso é grave, ninguém deveria ser julgado por sua forma de vestimenta, ainda mais no mundo cosplay, neh mores? Isso pode deixar a auto estima de uma cosplayer la embaixo e o que era para ser uma experiencia divertida acaba sendo incomoda, ou ate mesmo traumatizante.

O famoso cospobre: Gente nem todo mundo tem dinheiro para fazer um cosplay bem elaborado, até porquê quem faz sabe que cosplay muitas vezes sai um pouco (ou muito) caro, e muitas vezes as pessoas só querem participar, só querem ir no evento, qual o problema? Não estamos falando de profissionalismo, estamos falando de participação, de interesse!

E o modinha: Ah só tá ali porquê é curioso, nem sabe nada sobre nada. Gente esse sem dúvidas é o pior exemplo! Quem aqui já nasceu lendo quadrinho de algum personagem? Quem aqui já nasceu sabendo alguma coisa sobre o mundo geek, lógico, uns se interessam mais cedo pelo mundo geek, outros só vão conhecer depois de adulto, e tá tudo bem! Sermos inseguros porquê zoam com a gente é uma coisa, mas zoar, desprezar, quem está ali, é certo?

Uma coisa é certa, de uns tempos para cá o mundo geek virou tópico de comércio, teve mais visibilidade, várias pessoas souberam dessa existência, avistaram o que ignoravam, mas isso não quer dizer que nós perdemos nossa essência! Mas quanto mais panelinha, preconceito, "bolhas" existirem, nos vamos decaindo aos poucos. Não deveria existir descaso, quantas vezes já sofremos bulliyng, muitos de nós já choraram porque as pessoas nos tratavam como estranhos na escolas, no serviço, na faculdade, em variados lugares, então eu pergunto, porque continuamos a repetir isso só que entre nós agora. Temos geeks raízes, temos pessoas que querem conhecer esse mundo e pessoas que começaram agora e sabem de muito pouco.

Existem muitos outros "adjetivos" como o desatualizado, o que não sabe de nada, o que se faz  de sabe tudo, comportamentos muitas vezes infantis e sem lógica, pessoas que não tem consciência do que falam ou se por acaso tem consciência não tem coração, e isso é muito, muito horrível, egoísta, eu não digo isso para todos, não é geral, mas se a carapuça serviu seria bom você "nerd" rever seus conceitos e suas atitudes. 

Outro ponto importante, ainda há muito machismo, xenofobia e racismo no meio geek, uma prova é o filme "As caça-fantasmas" de 2016, houve tantas criticas por terem reinventado a história original e como protagonistas foram escolhidas 4 mulheres. A produção ficou incrível, porém ainda houve enormes criticas, pela mudança de protagonistas.

Outra prova desse preconceito que não deveria existir é a imagem abaixo:

Havia uma certa página, que bom, veja com os seus próprios olhos...

                                                             
Acho importante que os nerds reflitam sobre todas as vezes que excluíram as mulheres de suas nerdices por pura babaquice e machismo.
E todas as vezes que foram homofóbicos e racistas de fato. Isso aconteceu e acontece.

Vocês acham isso justo? Acham que isso deveria acontecer nesse meio? 
Lógico que não deveria acontecer em lugar nenhum, mas aqui estamos falando especificamente do mundo geek. Estamos no século XXI e há tantos integrantes com a cabeça no século XX ou antes até.

Pessoas estão saindo dos grupos, eventos estão acabando, grupos estão decaindo ou virando comércio, e tudo isso por pura hipocrisia dos membros que ainda restam, porque não conseguem se tolerar, esse mundo devia ser uma união, não devia haver descriminação, muito menos racismo, homofobia, machismo!

Se continuar assim, o que vai ser? O fim do Mundo Geek? A ruína dos nerds? Ou a perca de uma enorme cultura que demorou tempos para ser aceita, vista? Devemos repensar nossas atitudes, olhar para o lado e não só para frente, há muito mais coisa além de si mesmo e devemos ver isso.

Bom acho que a mensagem que eu queria passar era essa!
Vamos repensar um pouco, e não vamos deixar  situação piorar, vamos lutar para melhorar.

Um beijão e ate a proxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad